RIO DE JANEIRO – Xuxa fez uma revelação surpreendente no quadro “O Que Vi da Vida”, na noite de domingo (20), no “Fantástico”. Bastante emocionada, a apresentadora assumiu que foi abusada sexualmente até os 13 anos.

“Eu vivi isso na infância e na minha adolescência. Talvez pelo fato de eu ser grande. Eu fui abusada, eu sei o que é isso, a gente sente vergonha, a gente acha que é culpada. Eu sempre achei que eu estava fazendo alguma coisa, que era a minha roupa”, contou.

Xuxa disse que os abusos foram cometidos por um amigo do seu pai que queria ser seu padrinho, um professor da escola e um ex-namorado de sua avó.

“Não foi uma pessoa, foram algumas pessoas em momentos diferentes da minha vida. Eu me sentia mal, suja, errada”, afirmou.

A estrela disse ainda que nunca havia tornado o caso público porque não queria ser vista de maneira diferente pelas pessoas e nem que o público entendesse a confissão de maneira errada.

Em seguida, a “Rainha dos Baixinhos” afirmou que o fato de nunca ter se casado e ter dificuldade em manter um relacionamento pode estar relacionado aos abusos que sofreu quando era pequena.

Xuxa afirmou ainda que Ayrton Senna foi o grande amor de sua vida. A loira garantiu decidiu ir atrás do ex quando o piloto estava namorando Adriane Galisteu. “Ele morreu no domingo. No sábado, eu acordei decidida a ir atrás dele para saber se ele ainda sentia por mim tudo que eu sentia por ele. Perguntei onde ele estava e resolvi ir até lá. Não deu tempo”, contou.

A gaúcha falou sobre o início da carreira, a vida no subúrbio carioca, o preço da fama e seu namoro de seis anos com Pelé. “Ele queria mesmo era a Luiza Brunet, mas ela era casada”, lembrou.

A apresentadora contou ainda que recusou um convite de casamento feito por Michael Jackson e que o único homem com quem pensou em subir ao altar foi Senna. “A gente se completava, mas um dia vamos nos encontrar de novo.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *