Um total de R$ 46,7 milhões será destinado pelo Ministério da Saúde (MS) para aumentar o número de cirurgias eletivas na Bahia. O estado é o quarto no ranking dos que vão receber as maiores quantias. Nas três primeiras posições estão São Paulo (R$ 124 milhões), Minas Gerais, com R$ 59 milhões e Rio de Janeiro (R$ 48 milhões).  Os valores fazem parte dos R$ 650 milhões anunciados ontem pelo ministério para reduzir as filas de espera no Sistema Único de Saúde (SUS) e destinados a estados e municípios brasileiros. De acordo com informações do MS, o valor é superior ao investido no ano passado. Em 2011, foram destinados R$ 350 milhões, quando foram realizadas pelo SUS 345.834 cirurgias eletivas. Na oportunidade, a Bahia recebeu R$ 29 milhões.

A Portaria nº 1.340, que estabelece as diretrizes e recursos por estado, foi publicada ontem no Diário Oficial da União. Os estados brasileiros e Distrito Federal receberão os valores em parcela única, para o período de um ano, e serão aplicados nas especialidades de maior demanda e naquelas escolhidas pelos gestores locais, conforme a realidade de sua região.  Além disso, do total, R$ 50 milhões vão para os municípios com 10% ou mais de sua população em situação de extrema pobreza. Os recursos serão repassados ainda no orçamento de 2012. São R$ 180 milhões para realização de cirurgia de catarata e R$ 210 milhões para tratamento de varizes, cirurgias ortopédicas e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. Outros R$ 210 milhões atenderão às demandas apresentadas pelos gestores estaduais, conforme a realidade de suas regiões. Os R$ 50 milhões restantes são para ampliar o acesso a cirurgias de cataratas em 2.555 municípios com população em situação de extrema pobreza. (Correio)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *