O terremoto registrado na região das cidades de Mutuípe, que fica no Vale do Jiquiriçá, e Amargosa, no recôncavo baiano, no dia 30 de agosto, que teve magnitude 4,6, foi considerado como o maior evento sismográfico registrado na Bahia, segundo o Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM).

De acordo com a instituição, se chegou a essa conclusão após a análise de dados históricos e do ambiente geográfico. O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) divulgou que a magnitude do evento foi de 4,2. Já os cálculos do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) apontam que foi um pouco maior, atingindo 4,6. Não houve feridos.

Após o primeiro registro, vários outros começaram a ser notificados por dias consecutivos. A última atualização ocorreu no dia 2 de setembro, quando um tremor, com 1,8 de magnitude, foi sentido entre Amargosa e São Miguel das Matas.

G1/ Bahia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *