O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou o depoimento do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, à Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo informações do jornalista Lauro Jardim, a decisão foi do ministro Edson Fachin, a pedido da defesa de Maia. Os advogados do deputado querem o desmembramento do inquérito contra presidente da Câmara, para que a investigação aconteça em separadamente dos senadores Romero Jucá, Renan Calheiros e Eunício Oliveira, todos do PMDB. Fachin decidiu adiar o depoimento de Maia à PF até que o pedido de desmembramento seja analisado.

Bahia Notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *