Entre os dias 04 a 06 de novembro, gestores do Programa Bolsa Família (PBF) e técnicos de referência municipais dos Territórios de Identidade Bacia do Rio Corrente e Recôncavo Baiano, participaram da capacitação do Sistema de Condicionalidades, que permite o acompanhamento das ações de gestão relativas ao Programa Bolsa Família.

A qualificação foi promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e aconteceu na Universidade Corporativa do Serviço Público do Estado, em Salvador.

Nesta quarta-feira (06), os profissionais que fazem parte da 13ª turma da Capacitação receberam orientações sobre o aperfeiçoamento da gestão do Cadastro Único e do PBF, envolvendo a uniformização de conceitos e a padronização de processos de acordo com as normas do Programa Bolsa Família e os objetivos do acompanhamento das condicionalidades. Essa mesma capacitação já aconteceu com profissionais dos Territórios de Identidade do Extremo Sul e Sudoeste Baiano nesse ano.

De acordo com a Coordenação do Programa Bolsa Família da SJDHDS, o curso é uma novidade e representa um avanço para os municípios. O gestor do CadÚnico no município de Coribe, Sândalo Trindade, explicou que o curso foi uma grande oportunidade para entender melhor o Sicon.“Foram três dias de treinamento que ampliou a nossa visão sobre a gestão do Sistema, através de aulas teóricas e práticas. O município e os beneficiários só tem a ganhar”, finalizou.

Participaram da capacitação profissionais dos municípios de Correntina, Canápolis, Cocos, Coribe, Governador Mangabeira, Jaborandi, Muniz Ferreira, Muritiba, Santa Maria da Vitoria, Santana, Santo Amaro, São Felipe, São Félix do Coribe, São Francisco do Conde, Sapeaçu, Serra Dourada e Tabocas do Brejo Velho.

ASCOM/ SJDHDS

Tribuna do Recôncavo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *