A Petrobrás tem alterado o preço da gasolina e do diesel semanalmente, o que deixa os motoristas com gastos instáveis durante o mês. Quem tem sentido na pele esses constantes reajustes são os trabalhadores do transporte alternativo. A reportagem da Rádio Recôncavo FM conversou com João leite, integrante da COOPERSAJ, que frisou que apesar dos gastos devido a alta nos preços dos combustíveis, os topiqueiros não alteraram o valor da passagem. A Coopersaj coordena 27 linhas, sendo que seus veículos atendem moradores de 35 cidades da região. Ouça:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *