A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), autora do relatório que avaliou o Mais Médicos na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, afirmou ontem (14) que o impasse gerado com com a saída do Programa Mais Médicos vai prejudicar principalmente a população mais vulnerável e de baixa renda.

De acordo com o relatório produzido pela senadora, em menos de três anos a iniciativa alocou profissionais de saúde em regiões remotas do país, sobretudo no nordeste, e ampliou a cobertura da atenção básica com mais rapidez do que qualquer outro programa que o sucedeu. Além disso, elevou o número de consultas, diversificou o escopo de procedimentos e foi bem avaliado por médicos, gestores e pacientes.

Lídice lembrou ainda que os cubanos foram responsáveis pela atuação em regiões de alta vulnerabilidade social e ressaltou que os médicos brasileiros sempre tiveram prioridade para ocupar vagas no programa em relação aos estrangeiros.

METRO 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *