A seleção olímpica feminina de vôlei do Brasil terá um desfalque importante para a estreia deste sábado (6), às 15h, contra Camarões. A central Thaísa foi vetada pelos médicos nesta sexta-feira (5), após um treinamento numa escola no Rio de Janeiro.
De acordo com o treinador José Roberto Guimarães, a lesão não é preocupante. “Não vale a pena. Quando o doutor disser que está pronta, vai jogar. Ela não perdeu muita coisa, fez musculação. Tecnicamente, com bola, ela pega rápido. [Julio] Nardelli pediu para dar uma segurada e é o que estamos fazendo. Não é um problema sério, mas não vale a pena arriscar agora, até por ter sido algo recente. Ele disse que, em dois dias, ela deve treinar normalmente”, explicou.
O médico da seleção, Júlio Nardelli, endossou o coro de Guimarães, e admitiu o retorno de Thaísa ainda na flase classificatória. Provavelmente no dia 10 de agosto, contra o Japão. “Ela teve uma lesão na panturrilha, um estiramento pequeno. Ela já começou a fazer a parte funcional, fez algo com a bola. O problema é acelerar e desacelerar. Ela ter um pouco mais de força na hora de acelerar. Mas ela está evoluindo todos os dias, não está usando medicamento. Se fosse final, jogaria com dificuldades, não estaria 100%. Como é antes, podemos segurar”, disse.
O técnico ainda não indicou a substituta na posição. Entretanto, a tendência é qie Juciely comece jogando. Adenízia corre por fora pela posição.
Bahia Noticias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *