Os professores estaduais em greve por mais de dois meses voltam a se reunir, em assembleia, nesta terça-feira (19), a partir das 9h, no estacionamento da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).  Como não houve avanço nas negociações entre categoria e governo, muito pelo contrário, os ânimos apenas se acirraram, a expectativa é pela manutenção da greve. Eles reivindicam o reajuste de 22,22% ao longo do ano de 2012, a revogação da lei 12.578, que transformou os salários em subsídios e o pagamento dos salários atrasados. Após visita do secretário da Fazenda Luiz Petitinga à Assembleia Legislativa, quando foi dito que o saldo no Fundeb era apenas um erro contábil, a situação ficou ainda mais complicada. Esta informação deve tomar conta dos debates durante a assembleia dos professores.

Justiça : Na última semana, a justiça negou o pedido de suspensão do pagamento do salários cortados dos Professores estaduais, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) emitiu uma nota afirmando que o caso não foi julgado. Segundo a nota, o STF direcionou o julgamento ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). (Metro1)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *