Os professores da rede estadual de ensino decidiram manter nesta terça-feira (19), em 18 assembleias regionais, o estado de greve aprovado em fevereiro. Segundo a APLB-sindicato, entidade que representa a categoria, a medida serve para alertar o governo estadual sobre a necessidade da revogação de leis que atingem os trabalhadores da educação.

Em Salvador, a assembleia aconteceu no Ginásio de Esportes do Sindicato dos Bancários, localizado no Centro. No final do encontro, os trabalhadores fizeram uma caminhada até a Praça da Piedade.

Ainda de acordo com a APLB, novas assembleias regionais vão ser realizadas no mês de abril, a fim de definir os rumos do movimento.

METRO 1

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *