A fim de coibir atividades ilícitas, delegados e investigadores do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) voltarão a trabalhar infiltrados durante o Carnaval de Salvador. As equipes estarão misturadas aos foliões pipoca, nos blocos e camarotes.

 

Esses policiais vão atuar de forma velada para combater o tráfico de drogas durante a festa, mas também coletar informações para investigações futuras sobre a comercialização de entorpecentes.

 

De acordo com o delegado Marcelo Sansão, diretor do Draco, os infiltrados vão observar a movimentação nos circuitos e, quando necessário, poderão acionar as equipes padronizadas para realizar abordagens e prisões em flagrantes. Equipes de outros departamentos da Polícia Civil também estarão infiltradas na festa.

BN

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *