Continua nesta quarta a paralisação de 48 horas iniciada nesta terça dos médicos federais e estaduais. Segundo o Sindicato dos Médicos (Sindmed-BA), na rede estadual essa é “uma greve de advertência”. De acordo com os manifestantes, apenas atendimentos de urgência e emergência estão sendo realizados nas unidades da Secretaria estadual da Saúde (Sesab). A Sesab, porém, afirma que o atendimento nesta terça foi normal. Os médicos estaduais pedem a incorporação das gratificações ao salário base, além de gratificações pelos plantões e atendimento ambulatorial. Já para os federais, a paralisação das atividades é uma manifestação contra trechos da Medida Provisória 568, deste ano, que altera as formas de pagamento de gratificações e adicionais, além de modificar o plano de cargos e carreiras. (Correio)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *