Com a chegada do Carnaval, todo mundo quer se fantasiar e colocar glitter pelo corpo. No início da festa, a purpurina é aplicada em pontos do rosto, nos braços e em outros locais, mas com o suor, os brilhos acabam ficando por toda parte. A situação exige cuidado, pois o material pode causar lesões nos olhos e, em casos graves, até mesmo cegueira.

De acordo com o oftamologista  Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, a partícula sólida de glitter pode causar ferimentos nos tecidos sensíveis, podendo evoluir para úlceras na córnea. Se houver contaminação com algum germe, o quadro pode se tornar incontrolável e provocar perda de visão. “Coçar é a pior reação que você pode ter ao perceber que o glitter caiu nos olhos. Neste momento, que existe o risco de se arranhar a córnea”, explica o oftamologista.

Ao perceber uma irritação no olho, a recomendação do profissional é utilizar um lubrificante ocular como soro ou água mineral para lavar os olhos. Se as partículas não saírem, será necessário procurar um pronto-socorro oftamológico imediatamente. Segundo o site do jornal Estadão, é fundamental que no rosto sejam utilizados glitters adequados para maquiagem pois os materiais brilhantes que são usados em artesanatos e outros fins podem prejudicar a visão.

BN

Foto: Pixabay

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *