A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) vai pedir cópias dos processos e inquéritos decorrentes da Operação Injusta Causa, deflagrada nesta quarta-feira (11), com busca e apreensão na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-BA). No comunicado, a OAB afirma que é direito da advocacia e de toda comunidade jurídica ter conhecimento dos fatos apurados.

A entidade ainda diz que, “respeitado o devido processo legal, impõe-se uma apuração profunda e rápida das condutas apontadas, uma vez que a independência, a integridade pessoal e a probidade são valores indispensáveis à administração da Justiça”. A OAB declara que sempre “defendeu a presunção de inocência, razão pela qual não fará qualquer juízo acerca da culpabilidade de quem quer que seja, até a conclusão das apurações” e que adotará medidas “para apurar eventuais condutas incompatíveis com a advocacia”.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *