Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) não quer respeitar a proporcionalidade para compor a Mesa da Casa, segundo a Coluna do Estadão.

De acordo com a publicação, o democrata quer dar preferência aos partidos que o apoiaram: PSDB, DEM, PSL, Podemos, Rede e PSB. Com o MDB, ele topa negociar a 2ª Secretaria, uma suplência e duas comissões da Casa.

A 1ª vice-presidência da Mesa e a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que, pela proporcionalidade, iriam para o partido de Renan Calheiros, ficam com o PSDB. O mineiro Antônio Anastasia ocupará um desses dois cargos. Os tucanos topam abrir mão do colegiado para indicar Simone Tebet. O partido dela, o MDB,porém, não aceitou o acordo.

BN

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *