A editora Companhia das Letras, anunciou que irá publicar diversas obras da escritora Carolina Maria de Jesus, mulher negra e periférica, autora do famoso livro Quarto de Despejo: Diário de Uma Favelada, que, em 2020, completa 60 anos.

A iniciativa do projeto, segundo a editora, visa restituir a voz autêntica da escritora, trazendo ao público seu projeto literário completo. No comunicado publicado na sexta-feira, a editora afirmou ainda que a iniciativa é um esforço para reparar a rejeição e estigmatização que Carolina de Jesus sofreu por décadas nos círculos literários, o que, para a editora, é fruto do racismo estrutural que negava à escritora presença nos espaços privilegiados da literatura.

Entre as obras integrantes do projeto, estão escritos de memórias de Carolina de Jesus, romances, poesia, música, peças de teatro e narrativas curtas, além da recuperação de textos da autora registrados em cadernos espalhados em acervos pelo Brasil.

O trabalho será supervisionado por um conselho editorial, formado por Vera Eunice de Jesus, filha da autora, a escritora Conceição Evaristo, e pelas pesquisadoras Amanda Crispim, Fernanda Felisberto, Fernanda Miranda e Raffaella Fernandez. Ainda sem data de lançamento, a primeira publicação será Casa de Alvenaria, livro escrito por Carolina de Jesus quando residia na Favela do Canindé, em São Paulo, e que faz parte da série “Cadernos de Carolina”, em que a editora “publicará os diários da escritora buscando a integridade dos manuscritos originais”. Com informações do Notícia Preta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *