Representantes da farmacêutica brasileira União Química viajaram nesta segunda-feira para a Rússia para tratar dos procedimentos industriais para produção da vacina Sputnik V contra o novo coronavírus. O laboratório vai começar a produzir a vacina em solo brasileiro.

Em declaração feita em outubro de 2020, Fernando Castro Marques, presidente da União Química, afirmou que a empresa mantém o contrato para a produção e comércio da vacina russa em toda a América Latina. O laboratório, que tem 9 fábricas no Brasil, vai começar a produzir o imunizante já na próxima sexta-feira e exportará doses para Argentina e Bolívia.

O imunizante espera aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para realizar os testes de fase 3. A Anvisa pediu que a empresa forneça mais informações para a liberação dos testes.

O diretor de negócios da União Química, Rogério Rosso, afirmou à agência Reuters que a previsão é de que 8 milhões de doses sejam produzidas por mês no Brasil. Segundo Rogério Rosso, a Sputnik V será o primeiro imunizante a ser totalmente produzido em solo brasileiro.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *