Os empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, foram indiciados pela Polícia Federal sob a alegação de que eles “utilizaram-se das informações relevantes que detinham (conteúdo da colaboração premiada) para realizar operações no mercado de capitais e auferir vantagens”. Os irmãos estão presos na sede da PF em São Paulo.

Joesley foi indiciado pelo uso indevido de informação privilegiada e pela prática contínua de manipulação de mercado. Já Wesley foi indiciado por uso indevido de informação privilegiada agravada por abuso de poder.

O delegado federal Edson Fabio Garutti Moreira salientou em seu despacho que “enquanto participavam dos procedimentos de negociação de colaboração premiada, sabendo do potencial desta delação no mercado de valores mobiliários brasileiro, utilizaram esta informação privilegiada, ainda sigilosa, determinando a realização de operações de compra/venda no mercado de valores mobiliários”.

Metro 1

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *