Os funcionários dos Correios da Bahia realizaram assembleia ontem e decidiram paralisar suas atividades a nível nacional. 31 estados brasileiros aderiram à greve.  De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Sincotelba), os trabalhadores cobram 8% de reposição salarial e lutam contra a privatização da empresa e fechamento de agências.  Em entrevista à Rádio Recôncavo, o líder sindical Jonas destacou que o movimento grevista visa o reconhecimento dos direitos da categoria.  Aproximadamente 30% dos funcionários continuam trabalhando, porque em toda greve é necessário que uma parcela da categoria continue prestando serviços. Em santo Antônio de Jesus, segundo Jonas, grande parte dos servidores aderiu à greve. Ouça Jonas:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *