Diante da crise que atinge o Ministério da Educação (MEC) e o descontentamento com o desempenho do ministro Ricardo Vélez Rodríguez, integrantes do governo querem que ele peça demissão. A informação é do Blog do Camarotti, no G1.

Eles só esqueceram de combinar isso com o ainda ministro, já que na última sexta-feira (5), Vélez adiantou que não pretende abrir mão do cargo (veja aqui).

Antes de Vélez se pronunciar, também na sexta, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) reconheceu que a gestão da pasta “não está dando certo” e definiu que esta segunda-feira (8) será “o dia do fico ou não fico” (veja aqui).

De acordo com a publicação, um auxiliar próximo do presidente, no entanto, disse hoje que ainda não há uma definição sobre o assunto. A avaliação no momento é de que é preciso corrigir o rumo na gestão do Ministério da Educação, que é considerada sofrível pelo Palácio do Planalto. Quanto a um possível substituto, o nome “continua em estudo”.

BN

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *