A Bahia gerou 36.847 empregos formais em 2012, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgados ontem. Esse é o menor número desde 2006 (25.089). Em 2011, o estado criou 77.650 vagas. Mas o pico da geração de empregos com carteira assinada, entre 2003 e 2012, foi em 2010 com 123.947 novas contratações. Para o diretor-geral da Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia (SEI), Geraldo Reis, a redução é reflexo da boa década que o Brasil e a Bahia tiveram. Enquanto o País gerou 1,3 milhão de empregos, a Bahia criou 705 mil. “Quando chega a um patamar de quase pleno emprego, mesmo havendo crescimento, é natural que haja uma redução do nível de vagas”, observa Reis. O resultado baiano é inferior ao de estados vizinhos como Pernambuco (46.561) e Ceará (41.009). O diretor da SEI acredita que a perda de postos no setor de calçados (-3.660) dificultou um quadro melhor para a Bahia.

Fonte: A tarde

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *