Em entrevista à CNN Brasil, nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, o vice-presidente de produção e inovação da Fundação Oswaldo Cruz, Marco Krieger, afirmou nesta segunda-feira, que a Fiocruz deve entregar 20 milhões de doses da vacina de Oxford até o início de março para o Plano Nacional de Imunização do governo federal.

De acordo com Krieger, essa nova leva será produzida pela própria Fiocruz através do Insumo Farmacêutico Ativo que tem previsão de chegada da China ainda na primeira semana de fevereiro.

O Brasil também é signatário do consórcio internacional Covax Facility, que se comprometeu em enviar para o país entre 10 e 14 milhões de doses ainda em fevereiro, o que significa que até março, o país deve ter 34 milhões de doses disponíveis.

De acordo com o vice-presidente da Fiocruz, a manipulação da segunda dose da vacina pode ocorrer até três meses depois da primeira dose, o que permite que mais brasileiros sejam imunizados.

A Fiocruz solicitou também uma antecipação em relação às doses prontas da vacina de Oxford, assim como as 2 milhões de doses recebidas em janeiro. Caso o Brasil importe mais doses prontas da vacina Oxford/AstraZeneca, um novo pedido de uso emergencial deverá ser feito na Anvisa. Com informações da CNN Brasil.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *