Teve início nesta segunda-feira (13), a primeira edição do Festival Literário de Literatura Negra da Zona Norte de São Paulo – Fellin, idealizado por Ketty Valencio.

O evento, que acontece até a próxima sexta-feira, 17 de julho, terá palcos virtuais com debates, performances artísticas e contação de história. Tudo isso com um olhar para a diversidade cultural, abordando temas como o afrofuturismo, literatura para a infância e o protagonismo negro na literatura.

Segundo Ketty Valencio, esse tipo de conversa é fundamental para evidenciar que o negro é produtor de conhecimento em diversos campos, inclusive na literatura. Em entrevista à Agência Brasil, a idealizadora do projeto ressaltou que a literatura negra é plural e autoras e autores negros podem escrever sobre tudo.

A ideia de fazer um festival ambientado na Zona Norte de São Paulo se deu, segundo Ketty Valencio, pelo fato de a região abrigar grande concentração de moradores negros.

Apesar do foco em terras paulistas, o evento, que será totalmente online devido á pandemia de coronavirus, poderá ser acompanhado em todo o país através do canal FELLIN no Youtube. Com informações do Notícia Preta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *