O empresário Carmerino de Souza, que alega ser o dono (veja aqui) dos R$ 51 milhões encontrados no bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), está ameaçando os advogados do emedebista. De acordo com informações do colunista Lauro Jardim, do Jornal O Globo, a  Superintendência da PF na Bahia comunicou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, das ameaças. Carmerino teria começado a procurar o escritório do advogado desde o julgamento que aceitou parte da denúncia contra Geddel. Os contatos teriam ocorrido por e-mail e telefone, chegando a mais de 20 chamadas por dia. Ele chegou a ir à sede do escritório e ameaçou funcionárias. O advogado fez um pedido à Superintendência da PF na Bahia para que providências sejam tomadas. A PF encaminhou o pedido à Fachin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *