Em consequência as medidas de prevenção a pandemia do novo coronavírus, as emissões de carbono foram reduzidas em 17%  em relação à média diária de 2019. No Brasil, a redução foi de 25%, ligada principalmente aos setores de transporte e indústria.

O estudo foi publicado hoje (19) na “Nature Climate Change”. A informação foi divulgada pelo G1. O índice dos gases chegou ao patamar mais baixo desde 2006.

Os autores do estudo dizem que a queda está relacionada aos padrões de demanda de energia – fronteiras bloqueadas e isolamento social reduziram o transporte e mudaram os padrões de consumo. As emissões tiveram uma redução média que variou de 11% a 25%.

METRO 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *