Cerca de um ano após a apresentadora Bela Gil gerar polêmica ao dizer que comeu a própria placenta (saiba mais), uma pesquisa revelou que a prática pode levar a riscos para a mãe e o bebê. Cientistas norte-americanos revisaram as pesquisas existentes sobre as consequências de ingerir a própria placenta e identificaram riscos de infecções virais e bacterianas. Segundo o jornal O Globo, os pesquisadores alertaram que a mãe pode ingerir toxinas e hormônios acumulados na placenta, principalmente quando ela é transformada em cápsulas. “Não coma a placenta do bebê do seu bebê. Não há benefícios e há riscos potenciais”, reforçou Amos Grünebaum, pesquisador do Weill Cornell Medical College. “As pessoas que dizem às mulheres que deveriam comer placentas ganham muito dinheiro com isso. É a mesma ideia das pessoas que vendem óleo de cobra”, acrescentou.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *