Os reflexos da forte chuva que atingiu o Rio na noite de quarta-feira (6) ainda podem ser vistos no início da tarde desta quinta (7) na Estrada da Gávea, Zona Sul do Rio.

Próxima à Rocinha, um dos pontos mais afetados, a via tem várias lojas e pontos comerciais que foram duramente afetados pela lama e pela destruição da chuva.

Isabel Castanheiro, dona de restaurante na Estrada da Gávea, perto da Rocinha. Ela perdeu tudo por causa da chuva — Foto: Henrique Coelho/G1Isabel Castanheiro, dona de restaurante na Estrada da Gávea, perto da Rocinha. Ela perdeu tudo por causa da chuva — Foto: Henrique Coelho/G1

Isabel Castanheiro, dona de restaurante na Estrada da Gávea, perto da Rocinha. Ela perdeu tudo por causa da chuva — Foto: Henrique Coelho/G1

Restaurante Ponto Eco ficou completamente tomado pela lama.  — Foto: Henrique Coelho / G1 RioRestaurante Ponto Eco ficou completamente tomado pela lama.  — Foto: Henrique Coelho / G1 Rio

Restaurante Ponto Eco ficou completamente tomado pela lama. — Foto: Henrique Coelho / G1 Rio

O restaurante Ponto Eco, que foi inaugurado na segunda-feira (4), estava completamente tomado pela lama. A dona, Isabel Castanheiro, não conseguia conter a emoção. O impacto foi maior porque o vidro blindex que poderia segurar a lama e a água foi totalmente despedaçado.

Bicicletas de crossfit também ficaram cheias de lama da enxurrada em São Conrado — Foto: Henrique Coelho / G1Rio

“Mas nunca entrou água desse jeito. Temos 30 barras que estavam submersas e cada uma custa R$ 1,5 mil. Cada bicicleta custa R$ 6 mil”, enumerou ele. A lama na academia bateu na altura do peito de Douglas.

Alunos, segundo ele, fizeram uma “vaquinha online” para a academia, para cobrir os prejuízos, no valor de R$ 100 mil.

G1

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *