Chico Buarque completa seus 68 anos nesta terça-feira (19) e, para comemorar, o E+ mostra a vida e obra do artista. Filho do historiador Sérgio Buarque de Holanda, ele tem como grande destaque em sua carreira as composições musicais, além dos diversos livros publicados e peças montadas.

Na política participou ativamente da luta contra a ditadura no Brasil. Seu primeiro interesse pela música foi aos cinco anos de idade, quando começou a recortar dos jornais e colar em um álbum retratos dos principais artistas do rádio na época. Ainda na infância, mudou para a Itália devido ao trabalho do pai. Lá, além de aprender outras línguas, teve contato com diversos artistas que frequentaram a casa da família, como Vinícius de Moraes. Compôs pequenas operetas em 1956, quando a família já estava de volta ao Brasil.

Se envolveu brevemente com uma seita ultraconservadora católica, mas seus pais, preocupados com as influências que o jovem estava recebendo, o enviaram para um internato. Quando voltou acabou preso devido a um furto de carro com um colega, sendo impedido de circular sozinho até os 18 anos de idade. No mesmo período publicou suas primeiras crônicas em um jornal do colégio.

Sua primeira composição é de 1961, Canção dos Olhos. Seguindo um desejo da família acabou entrando em arquitetura na FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo), mas não ficou muito tempo no curso, percebendo que seu caminho estava na arte. Em 1965 participou do I Festival de Música Popular Brasileira com a canção Sonho de Carnaval.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *