O número de casos de malária voltou a crescer de forma preocupante no País, depois de anos de queda. Os dados são do Ministério da Saúde. Segundo a pasta, até julho deste ano, 88.757 pacientes foram contabilizados com a doença, 28% a mais do que o registrado no mesmo período de 2016. Especialistas atribuem o aumento a uma piora na organização do sistema de prevenção e combate à doença. No último ano, a área do Ministério da Saúde que atuava nesse sentido sofreu profundas alterações – entre elas, a fusão do departamento de malária com o de dengue e a substituição de técnicos. A pasta atribui a expansão da malária às condições climáticas e ao próprio ciclo da doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *