Atualmente no PMDB, o deputado estadual Luciano Simões Filho pode estar de malas prontas para outro partido. De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, os rumores em relação à saída dele do ninho peemedebista estão crescendo entre seus colegas da bancada de oposição. Segundo um deputado ouvido pelo Bahia Notícias, a principal motivação para a desfiliação de Simões atende pelo caso Geddel Vieira Lima. É uma questão de sobrevivência política. Buscando garantir mais um mandato na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Simões quer se livrar de desgaste político que pode significar estar no mesmo partido do ex-ministro e seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, em pleno ano eleitoral. A avaliação é de que, no pleito, os integrantes da sigla podem ser cobrados pela população por estarem na mesma agremiação dos protagonistas do escândalo do bunker de R$ 51 milhões. “É bem possível que ele saia, não é uma coisa difícil, por causa desse receio”, contou um deputado. Apesar de ainda não ter a nova sigla definida, o novo destino de Simões pode ser o DEM. Nos bastidores, comenta-se que o parlamentar tem se aproximado do partido do prefeito ACM Neto. Procurado pelo Bahia Notícias, o presidente estadual do PMDB, deputado Pedro Tavares, negou a possibilidade de perder o correligionário. “Isso são especulações. Não tem nada disso”, rebateu. A reportagem tentou contato com Simões para comentar o assunto, mas ele não atendeu e nem retornou as ligações.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *