A Polícia Civil está disponibilizando 39 pontos para a coleta de armas na capital e no interior da Bahia, se integrando à Campanha Nacional do Desarmamento, do Ministério da Justiça, que está sendo intensificada em todo o país. Com o slogan “Tire uma arma do futuro do Brasil”, a campanha tem como objetivo conscientizar a população para os riscos de manter revólveres, pistolas ou espingardas guardados dentro de casa. Para incentivar a participação, uma indenização está sendo paga ao dono da arma, variando de R$ 100 a R$ 300, dependendo do tipo. Feito o registro de recebimento, a arma é encaminhada à Polícia Federal, que fará sua destruição e descarte final.

“Além de contribuir para a redução da violência, a campanha conscientiza sobre os riscos de acidentes domésticos envolvendo armas, especialmente com crianças”, afirma a delegada Heloísa Simões, titular da Coordenação de Fiscalização de Produtos Controlados (CFPC), da Polícia Civil. Em Salvador e região metropolitana, 11 Delegacias Territoriais (DTs) estão recebendo armas, entre elas, a 1ª (Barris), 5ª (Periperi), 11ª (Tancredo Neves), 12ª (Itapuã), 18ª (Camaçari), 20ª (Candeias), 22ª (Simões Filho), 24ª (Vera Cruz) e 25ª (Dias d”Ávila) e a Coordenação de Fiscalização de Produtos Controlados (CFPC), na sede da Polícia Civil, que fica na Praça da Piedade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *