A Câmara dos Deputados aprovou hoje (25) o texto-base da Medida Provisória (MP), que liberou uma linha de crédito emergencial de R$ 40 bilhões para o pagamento de salários de pequenas e médias empresas em razão da crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Destaques ao texto ainda precisam ser votados. Depois, a MP seguirá para votação no Senado.

A linha era destinada a quem registrou faturamento anual, em 2019, entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões. O teto passa a ser de R$ 50 milhões.

A linha de crédito é composta por uma parcela de 85% de recursos subsidiados pelo Tesouro Nacional, R$ 34 bilhões, e outra de 15% vindos de bancos comerciais, R$ 6 bilhões.

Ao ser concedido o empréstimo, há carência de seis meses para o pagamento da primeira parcela, prazo de 30 meses e taxa de juros prefixada em 3,75% ao ano.

METRO 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *