O Ministério da Saúde registra que, a cada quatro minutos, uma mulher é agredida por um homem e sobrevive no Brasil.

Em 2018, foram mais de 145 mil casos de violência – física, sexual, psicológica e de outros tipos – em que as vítimas sobreviveram.

O resultado é do Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), obtido pela Folha via Lei de Acesso à Informação. Os dados não incluem mortes, apenas os casos em que as vítimas sobrevivem.

Foram analisadas 1,4 milhão de notificações recebidas de 2014 a 2018. 

Toda vez que uma mulher procura um serviço de saúde e é identificado que ela foi vítima de violência, é obrigatória a notificação do caso às secretarias de saúde. As informações compõem o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA/SVS/MS).

Foto : Marcos Santos/ USP

METRO 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *