O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira que o governo espera receber 230 milhões e setecentas mil doses de vacinas contra o coronavírus até julho. O cronograma atualizado foi divulgado em encontro com o Fórum de Governadores.

De acordo com o Portal Poder360, no mês de fevereiro devem ser distribuídas 11 milhões e trezentas mil doses da vacina. Já em março, o número deve chegar a 46 milhões de doses. Ainda segundo o portal, entre abril e julho serão mais 168 mil doses distribuídas, totalizando o número anunciado pelo ministro da Saúde.

No total informado pelo ministro estão incluídas as doses já distribuídas das vacinas de Oxford/Astrazeneca e Coronavac.

Além destas doses, o Brasil também receberá, até junho, mais 8 milhões de doses da vacina de Oxford pelo Covax Facility, totalizando 10 milhões e seiscentas mil doses pelo consórcio.

Até setembro, serão entregues mais 22 milhões e trezentas mil doses da Coronavac, totalizando os 100 milhões contratados pelo Ministério da Saúde.

A Fiocruz deverá entregar mais 110 milhões de doses da vacina de Oxford no segundo semestre, com produção 100% nacional.

De acordo com o Ministério da Saúde, a farmacêutica União Química produzirá 8 milhões de doses da Sputnik V por mês, depois que incorporar a tecnologia de produção do Insumo Farmacêutico Ativo, o IFA, da vacina. A pasta não detalhou quando o processo será concluído nem forneceu informações de futuros contratos com o laboratório. O governo afirma que serão necessárias 154 milhões e quatrocentas mil doses para vacinar os grupos prioritários. Considerando as doses já recebidas em janeiro e o cronograma divulgado nesta quarta-feira, o país deve chegar a esse número até o final de maio. Com informações do Poder360.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *