O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, em 2018, 14,7 mil pessoas serão diagnosticadas com câncer de boca, sendo 11,2 mil homens e 3,5 mil mulheres. Na Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, que começa nesta segunda (5) e segue até a próxima sexta-feira (9), o Ministério da Saúde alerta para hábitos simples e saudáveis, como boa higiene, não beber e não fumar, que podem ajudar a reduzir a incidência da doença.

 

Dados da pasta revelam, segundo a Agência Brasil, que o câncer de boca está mais presente entre homens e que 70% dos casos são diagnosticados em indivíduos com idade superior a 50 anos. A doença afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca, devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca e língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua.

 

“Atitudes simples como abstenção de fumo e bebidas alcoólicas, dieta rica em alimentos saudáveis e boa higiene oral diminuem as chances de desenvolver a maioria das doenças malignas, inclusive os tumores na boca, que são os mais comuns tipos de câncer de cabeça e pescoço no Brasil”, informou a pasta.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a prevenção pode ajudar a reduzir a incidência de câncer em até 25% até 2025. Se diagnosticados no início e tratados da maneira adequada, 80% dos casos desse tipo de câncer têm cura.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *