Apesar de, num primeiro momento, evitar comentar sobre a possibilidade de disputar a sucessão do governador Jaques Wagner, em 2014, o chefe da Casa Civil, Rui Costa já incorporou ao discurso o tom usado por candidatos. Sem entrar na discussão sobre se é ou não “Esse é o momento de trabalhar e de fazer as entregas. O ano de 2013 será o ano de ordens de serviço e de inauguração”, declarou Costa, que prevê “inaugurações todas as semanas”. Ele ressaltou que nas duas primeiras semanas do ano, o governador “já inaugurou várias obras”, deu ordem de serviço para “várias estradas” e “assim que voltar” vai assinar ordem de serviço para “um sistema complexo de viadutos do Imbuí e de Narandiba”. Com informações sobre a agenda de entregas e autorizações de obras na ponta da língua, o petista citou ainda as futuras inaugurações “do sistema de água de Irecê, R$ 180 milhões e do sistema de água de Serrinha, R$ 43 milhões”. Questionado se a ideia de ocupar o Palácio de Ondina sempre passou pela sua mente, o petista afirmou que “nunca passou pela minha cabeça estar na política”, ao relatar as dificuldades materiais que sua família, de poucos recursos, enfrentou para criar quatro filhos. “Eu nasci numa encosta entre a Liberdade e a Calçada”, contou ao BN, ao lembrar que a educação da prole sempre foi a prioridade da progenitora. “Minha mãe dizia que a única coisa que podia dar aos quatro filhos era a educação”, relembrou Rui Costa, ao declarar que está “à disposição” para “ajudar o povo da Bahia” se essa for a “vontade de Deus”.

Fonte: Bahia Notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *