Enfermagem foi a carreira do ensino superior, tirando as ocupações de licenciatura, que gerou mais postos de trabalho no estado da Bahia em 2019, com 1312 novas vagas criadas. Os dados vieram de um levantamento do Quero Bolsa, plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior, utilizando os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Para chegar ao resultado, foi subtraído o número demissões do total de contratações, chegando assim o saldo. Isso significa que o novo funcionário não veio apenas para preencher a lacuna de um antigo e sim que um novo posto foi criado. Ao todo, foram criados 3.624 postos de trabalho com ensino superior no estado, em 2019. Confira a lista:

Enfermeiro ou Enfermeira

Saldo de contratações: 1312;

Salário médio: R﹩ 3.846,31;

Curso: Enfermagem;

Fisioterapeuta Geral

Saldo de contratações: 196;

Salário médio: R﹩ 2.441,58;

Curso: Fisioterapia;

Psicólogo ou Psicóloga Clínica:

Saldo de contratações: 95;

Salário médio: R﹩ 2.176,74;

Curso: Psicologia;

Cirurgião ou Cirurgiã Dentista

Saldo de contratações: 93;

Salário médio: R﹩ 2.868,28;

Curso: Odontologia;

Assistente Social

Saldo de contratações: 76;

Salário médio: R﹩ 5.348,31;

Curso: Assistência Social

Nutricionista

Saldo de contratações: 71;

Salário médio: R﹩ 2.753,88;

Curso: Nutrição;

Engenheiro ou Engenheira Mecânica

Saldo de contratações: 68;

Salário médio: R﹩ 8.285,06;

Curso: Engenharia Mecânica;

Avaliador ou Avaliadora Física

Saldo de contratações: 67;

Salário médio: R﹩2.296,99;

Curso: Educação Física;

Farmacêutico ou Farmacêutica

Saldo de contratações: 44;

Salário médio: R﹩ 3.866,25;

Curso: Farmácia;

Advogado ou Advogada

Saldo de contratações: 40;

Salário médio: R﹩ 2.699,58

Curso: Direito

Plataforma oferece mais de 281 mil bolsas de estudo no ensino superior no estado

O Quero Bolsa, plataforma de vagas no ensino superior, oferece 281.855 bolsas de estudo na Bahia. São oportunidades em 65 instituições de ensino com até 83% de desconto.

“As bolsas de estudo têm demonstrado um grande poder de inclusão de pessoas no ensino superior”, aponta Lucas Gomes, diretor de ensino superior no Quero Bolsa. “Elas permitem que estudantes que não podem pagar o preço integral das mensalidades possam ingressar na faculdade. Ao mesmo tempo, ela ajudam as instituições de ensino a preencherem vagas que ficariam ociosas”, conclui.

Sobre o Quero Bolsa

O Quero Bolsa (http://querobolsa.com.br) conecta alunos a instituições de ensino e oferece vagas e bolsas de estudo em cursos de Ensino Superior, Ensino Básico, Idiomas e Intercâmbio. Em um cenário em que apenas 15,7% dos adultos brasileiros concluíram a graduação, segundo dados do IBGE, ele cresce a passos largos e já gerou uma economia de mais de R﹩ 1,3 bilhão para alunos do país inteiro. Atualmente a plataforma conta com mais de 6 mil escolas parceiras, 1.600 instituições de ensino superior, 2.500 de ensino básico, além de mais de 10 mil opções de cursos de idiomas e 50 mil de intercâmbio.

Matéria: Cleo Ibelli e Heitor Facini/ ASCOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *