Com apenas 25 anos de idade, Raphael de Souza Borges, ex-aluno da Escola Agrotécnica e Colégio Estadual Pedro Calmon, na cidade de Amargosa, foi aprovado na seleção de Doutorado em Medicina da Universidade Federal da Bahia.

Sua história estudantil e acadêmica merece ser registrada considerando entre outros pontos, sua origem humilde já que sempre estudou em Escolas Públicas e conseguiu ser aprovado em oito vestibulares: UFBA; UNEB de Salvador; UEFS; Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia em Jequié; UESB; Universidade Federal do Espirito Santo; Universidade Federal do Vale do São Francisco; e UNIFACS (Bolsa ProUni – 100%).

O sonho de cursar Medicina na UFBA, e sua visão humanista, justifica sua opção por essa Universidade, e conseguiu até hoje se manter no Curso (historicamente elitizado) graças a sua determinação, conseguindo aprovação em seleção de Bolsas de Incentivo aos estudos do Governo Federal, já que fazer um curso de Medicina e trabalhar é quase impossível. Agora com um objetivo muito maior: o de cursar um Doutorado, pautado na perspectiva do respeito e assistência humanizados na Saúde.

Raphael é um exemplo a ser seguido. Seu sucesso já alcançado como aluno de escola pública serve de estímulo para muitos que não conseguem enxergar a educação como instrumento efetivo da melhoria da qualidade de vida e é um modelo concreto da necessidade de valorização das políticas afirmativas implantadas no Governo Lula.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Texto: Valmir Sampaio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *