O fim dos Canais Esporte Interativo (veja aqui) podem fazer com que os clubes que assinaram contrato para transmissão televisiva para o Campeonato Brasileiro entre 2019 e 2024 busquem a rescisão do vínculo celebrado no ano de 2016. Esse é o caso do Esporte Clube Bahia. 

Procurado pela reportagem do Bahia Notícias no início da tarde desta quinta-feira (9), o presidente Guilherme Bellintani afirmou que poderá tentar o fim da ligação. Além do provável fim do Esporte Interativo, o dirigente também citou problemas no contrato.

“Se forem confirmadas as informações prévias que a gente tem, somado aos problemas já identificados anteriormente no contrato, o Bahia vai buscar a rescisão via arbitragem, tudo isso com as respectivas indenizações, para proteger o patrimônio e a imagem do clube”, declarou. 

A arbitragem judicial é um método de resolução de conflitos que estava previsto no contrato entre Bahia e Esporte Interativo. Vale ressaltar que Bellintani já havia citado problemas no primeiro entendimento com as partes e que estava em renegociação para “proteger o clube” (relembre aqui).

Além do Bahia, Santos, Palmeiras, Internacional, Paraná Clube, Atlético-PR e Ceará possuem contrato com o canal na Série A. Coritiba, Criciúma, Figueirense, Fortaleza, Paysandu e Ponte Preta são outros clubes que também assinaram.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *