Pelo menos oito jornalistas relatam algum tipo de assédio por parte de oficiais da Agência de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP). Além disso, eles alegam ter sido submetidos a questionamentos invasivos durante procedimentos de segurança adicionais ao entrar nos Estados Unidos.

De acordo com a Folha, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), que relatou o caso, manifestou preocupação com os relatos e afirmou que os profissionais foram questionados pelos agentes sobre reportagens feitas com relação à caravana de migrantes que está no México e se dirige aos EUA.

Em ao menos seis casos, os repórteres alegam que os agentes da CBP pediram para ver fotos ou requisitaram informações sobre a caravana. Outro dois jornalistas reportaram ao órgão que foram solicitadas gravações de vídeo.

METRO 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *