Na tarde desta quinta-feira (05) aconteceu a audiência pública no Fórum Desembargador Wilde de Oliveira Lima com a presença do Poder Judiciário, do Ministério público, de entidades e da população para resolver questões relacionadas aos flanelinhas da cidade, que são crianças e adolescentes em sua maioria, e estão sendo acusados de extorsão pelos motoristas que estacionam seus veículos na Praça Padre Matheus. Alguns representantes de órgãos foram entrevistadas pelo repórter Marcus Augusto do Voz da Bahia e deram suas opiniões sobre a sessão:

Vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista Erivaldo Nery – “A questão está sendo voltada para os flanelinhas, e também para o cuidado com a droga que está com grande influencia nos casos de violência na cidade e todos os problemas que ela possui. Esse é o inicio de um processo que dará ganho a sociedade”.

Vereador Ailton Santos (PT) – “A nossa preocupação deve ser de proteção aos flanelinhas, por que muito deles estão fora de casa e trabalham na rua, alguns sobrevivem desse trabalho. O problema é que a reclamação da população, se existe ou não alguma coisa de forma ofensiva, nós devemos cuidar da condição de vida deles dando oportunidades de poder estudar e se formar”.

Comandante do 14º BPM Luziel Andrade – “Eu parabenizo a todos aqui presentes, por que eu acredito que a solução está na união de todos em qualquer situação, juntos podemos encontrar soluções viáveis”.

Juíza Drª. Kátia Regina – “Essa primeira audiência é muito importante pela questão do crescimento da criminalidade que está se agigantando o uso de drogas. A assistência Social irá fazer um cadastramento dessas pessoas que estão em situação de ruas, no caso os flanelinhas, conscientizando o que seria o crime de extorsão e o Conselho Tutelar também retirando essas crianças das ruas”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *